quinta-feira, 26 de março de 2015

Produtos Verde Campo // Desbananando Rótulos

Nós aqui do blog não defendemos (nem de longe) que a lactose e a proteína do leite são ruins para todas as pessoas, mas com certeza quem convive com esses contratempos alimentares muitas vezes fica de cabelo em pé! 

Cuidar do que ingere 100% do tempo não é tarefa fácil. Muitas vezes, não poder comer alguns produtos, comumente utilizados no dia a dia ou em preparações comuns, é motivo de desânimo e frustração. 



Sabendo disso sempre fico muito feliz em encontrar uma marca que se compromete em oferecer uma gama de produtos especializados em restrições alimentares. Recentemente, experimentei alguns produtos da marca Verde Campo, então resolvi analisar alguns deles: Queijo Cottage sem Lactose, Iogurte Grego sem Lactose e o Iogurte de Soja. Será que são boas opções para quem tem restrições?


A marca Verde Campo é de Minas Gerais, só de ouvir a palavra Minas eu sinto cheiro de pão de queijo, vocês não? Uma marca de laticínios de Minas? Deve vir coisa boa por aí. Ao menos no sabor. Eles prezam por proporcionar uma vida mais leve e saudável ao consumidor, legal né?


Vou começar analisando o  Cottage LacFree, para quem nunca experimentou o queijo cottage, ele é uma espécie de coalhada mais 'magrinha". 

Vamos analisar a lista de ingredientes: 

Leite desnatado pasteurizado, creme de leite, sais minerais de origem láctea (concentrado mineral lácteo, cloreto de sódio e dióxido de silício), enzima lactase, cloreto de cálcio, fermento lácteo, estabilizante (carragena, goma xantana e goma guar) e conservador sorbato de potássio. 

Os dois primeiros ingredientes são a grande essência de um queijo cottage mesmo. Não se assuste com o creme de leite, pois na sua composição final ele não fica tão gordinho não, o leite desnatado está ali equilibrando tudo, ufa! Não sei se teve algum motivo específico para inserir os sais minerais, isto pode ter contribuído para aumentar o sódio por porção, veremos mais adiante. Enzima lactase: ela é utilizada em quase todos produtos zero lactose, pois é a enzima responsável por fazer a quebra da lactose. O fermento lácteo e os estabilizantes trabalham para aumentar a consistência do produto, mas será que precisava de todos esses, Verde Campo?  E, por fim, temos um conservante, ao menos é só um. Não temos corantes, nem aromatizantes ou conservantes cancerígenos, como o BHT, yay!

Uma porção de 50g (2 colheres de sopa), contém: 1,6g de carboidrato, isso é, quase nada. É só a pequena fração de lactose que foi quebrada. Contém 6,6g de proteína, podendo ser considerado um produto de alto teor de proteínas (segundo a ANVISA, considerando a Ingestão Diária Recomendada (IDR) para a média da população). Contém pouca gordura (3,5g), mas infelizmente a maior parte é a saturada (2,6g). Por fim, contém 120mg de sódio, mas para ser considerado com baixo teor de sódio deveria conter 120mg de sódio ou menos em uma porção de 100g, e neste produto temos isto em 50g. Puxa! Entretanto, mesmo assim o teor de sódio é bem menor do que muitos outros cottages que já vi no mercado. 

Sabor: O sabor é beeem gostoso. Não é ácido. Tem um gostinho de queijo bem leve mesmo. Ótimo para adicionar em pães, lasanhas, pastéis ou até mesmo incrementando batatas assadas. Por que não?


Iogurte Grego35 - sabor Morango


IngredientesLeite desnatado pasteurizado, preparado de morango com pedaços (maltodextrina, morango, amido modificado, aroma idêntico ao natural de morango, corantes naturais carmim de cochonilha e urucum, conservador sorbato de potássio e acidulante ácido lático), leite em pó desnatado, amido modificado, enzima lactase, fermento lácteo, estabilizante gelatina e edulcorante sucralose.

Admito que fiquei olhando a lista de ingredientes do iogurte de morango (que foi o que experimentei) e fiquei pensando: "esse preparado de morango deu uma leve estragada nos ingredientes". Aí fui eu procurar a lista de ingredientes do mesmo iogurte na versão Original e olha aí: Leite desnatado pasteurizado, leite em pó desnatado, amido modificado, enzima lactase, fermento lácteo, estabilizante gelatina e edulcorante sucralose.

Não é que os ingredientes são exatamente os mesmos, apenas diferenciando pelo preparado de morango? E é ali, que para mim, estão as piores coisas: maltodextrina, amido modificado, aromas, corantes e conservantes. O resto dos ingredientes está bem OK. Ele é adoçado com sucralose, um adoçante natural da cana de açúcar. Dentre os adoçantes comumente utilizados na indústria é o que eu mais gosto. Então, vou dar a minha dica: compre o original e adicione o "sabor" em casa: coloca morangos por cima, granola, aveia, oleaginosas, outras frutas ou até geléia 100% fruta. Mil vezes melhor né? E ainda, mais saudável e com mais nutrientes. 

O 35 no final do nome se refere às calorias por porção. O QUÊ? Sim, um potinho contém APENAS 35kcal, incrível não? Muito bom para quem está em dietas restritivas. Sobra bastante espaço para adicionarmos calorias com os nossos aditivos caseiros (palminhas de felicidade)! Obviamente, por ter pouquíssimas calorias, ele também não tem muito carboidrato, proteína, nem gordura. A maior parte? É proteína (2,9g)! Tem bem pouco sódio (38mg) e apenas 135mg de cálcio (poderia ter mais, né?). 


E o Iogurte de Soja Verde Campo


Ingredientes: Água, açúcar, extrato de soja, preparado polpa de banana, mamão e maçã com pedaços (açúcar, banana, maçã, polpa de mamão, espessante carboximetilcelulose, acidulante ácido lático, aroma de banana, mamão e maçã, conservador sorbato de potássio, corante natural de urucum e corante artificial vermelho 40), estabilizantes (amido e pectina), antiumectante fosfato tricálcico e fermento lácteo.

Como anteriormente, o "preparado de frutas" deixa a desejar, pois contém espessantes, diversos aromas, corantes e conservante. Peço de mãos juntas que os fabricantes de iogurtes se dediquem a realmente adicionar mais frutas nas preparações, assim ninguém irá precisar de corantes e aromas artificiais... queremos os naturais das frutas, poxa! Como já disse ali acima, normalmente a opção sem sabor tem beeem menos aditivos. Não é a toa que já fiz um pedido para a Verde Campo para que façam uma versão do iogurte de soja "Sabor Original".  


Pontos positivos: Tem 18g de carboidrato a cada 200g do produto, uma quantidade relativamente pequena para um produto que leva açúcar na composição. Tem pouquíssimo sódio, APENAS 5,6mg (imagine a nutri dando três pulinhos de alegria agora)! Outra parte muito interessante do produto é que contém 300mg de cálcio a cada 200g, isto equivale a 30% das necessidades diárias (excetuando-se idosos e gestantes). Isso é muuito importante, pois quem decide por comprar um produto de soja, normalmente ou é vegano ou é alérgico à proteína do leite. Nestes casos, por mais que a dieta seja super saudável e equilibrada, não é NADA FÁCIL de atingir a recomendação de CÁLCIO. É óbvio que eu prefiro que um paciente coma fontes naturais de cálcio do que este inserido artificialmente ao produto, entretanto às vezes isto se faz necessário e torna-se uma estratégia na dieta. 
     

Sabor: Isso com certeza é um PONTO FORTÍSSIMO, o sabor é muito bom! Não parece que você está consumindo um produto de soja. A Verde Campo conseguiu mascarar direitinho o sabor estranho da soja. Para o meu paladar poderia ser ainda menos doce, mas eu sou suspeita, prefiro muito mais o sabor de iogurte natural amarguinho do que um doce à lá Danoninho - eca! Enquanto isso vou esperar ansiosamente que a Verde Campo faça um iogurte de soja sabor Original hehehe



Obviamente, os produtos contém uma composição perfeita do ponto de vista nutricional. Entretanto, para quem tem restrições alimentares, sabemos que as opções ainda são escassas no mercado. A Campo Verde tem beeem mais produtos, e as nossas Desbananadas não precisam acabar por aqui. No site deles vocês podem encontrar todos os produtos. Dos produtos sem lactose, podemos encontrar: requeijão, queijo mussarela e até creme de leite, ah, dá uma olhada no Iogurte LACFREE Natural Sem Adoçante! Ingredientes nota 10Espero que tenham gostado da postagem!

Abraços,

Gi e Dé! (:

sexta-feira, 20 de março de 2015

Barra de Cereal Hart's // Desbananando Rótulos

A embalagem transparente mostra uma barrinha cheia de grãos e sementes, sem cobertura de chocolate. Algo raro quando se fala em barras de cereal. Será que as barrinhas da Hart's são mesmo tudo de bom como parecem ser? 


É até difícil permanecer imparcial quando se fala dos produtos da empresa Hart's. Como nutricionista, eu os considero o "joio separado do trigo" ou melhor, "o trigo separado do joio" que é a maioria das barras de cereal encontradas no mercado. Mas vou aqui, tentar manter uma neutralidade e analisar bem afundo a informação nutricional desses produtos.



Primeiramente, eu sempre digo isso a meus pacientes. O código de ética do nutricionista diz que não deveríamos citar marcas afim de induzir a escolha de determinado alimento. Mas como não citar marcas se para uma determinada categoria de alimento eu tenho um verdadeiro lixo (desculpa a sinceridade) de barrinha como a Ritter, Nutry e TRIO e um xodózinho do patamar/nível da Hart's? Complicado né? Se eu disser pro meu paciente, "nesse momento quero que comas uma barra de cereal" e ele comprar uma TRIO de Brigadeiro, eu juro, que preferia ver ele comendo um chocolate (de boa qualidade, óbvio).

A Hart's é um empresa pequena situada na cidade de Pareci Novo. A webpage da empresa mostra que a filosofia difere muito das grandes indústrias: "As nossas barras são elaboradas com ingredientes selecionados e formulações exclusivas. A Hart's Natural foi criada com a intenção de proporcionar às pessoas uma barra de cereal saudável e também muito saborosa, sem o uso artificial de cor, sabor ou conservantes." O fabricante continua: "Todas as barras Hart's são livres de gordura trans, sal e açúcar". 

A empresa oferece quatro barrinhas diferentes: Vita Sete (barra de cereais, sementes, castanhas e passas); Maçã & Amêndoas (barra de maçã, amêndoas, aveia, linha e canela); Super Mix (barra de castanhas, sementes, passas e flocos sem glúten); e Coconut (barra de coco, chia e castanhas). As duas últimas são livre do glúten. Mas para que ela realmente seja livre de glúten, o local da produção não pode ser o mesmo das outras barras. 

Então vamos analisar a lista de ingredientes. Primeiro da minha favorita: Vita Sete.

Aveia (êe primeiro ingrediente aprovadíssimo!), castanha do Pará (sensacional segundo ingrediente), uva passa, quinoa, semente de linhaça, semente de girassol (até agora tudo per-fei-to), gergelim, mel (eba, não usa açúcar para adoçar), estabilizante natural de lecitina de soja (ok), óleo de girassol (esse eu passava, mas perdoado), glicose de milho (gostaria de provar a barrinha sem essa glicose já que temos o mel, mas como é um dos últimos ingredientes, ok), antiumectante bicarbonato de sódio. 

Confesso que mesmo com a glicose de milho, é a melhor lista de ingredientes que eu já vi em uma barrinha de cereal. O fabricante não "mentiu" ao dizer que a barrinha não tem açúcar (pois refinado, sacarose, não tem mesmo), mas glicose de milho é praticamente a mesma coisa. Fica a sugestão: não seria possível fazer a barrinha sem essa glicose?

As outras barrinhas seguem esse mesmo padrão de ingredientes. As duas versões sem glúten apenas tiveram a aveia trocada pelos flocos de arroz. Não sou muito fã desses flocos de arroz, mas para quem é celíaco, é o jeito.E mesmo os flocos, podem ter glúten, dependendo do solo onde o arroz foi plantado. Assim como durante todo o processo de fabricação da barrinha de cereal. Se os mesmos equipamentos ou até mesmo se os locais forem próximos, pode haver a "contaminação" do glúten. Um e-mail será enviado à Hart's para verificar se existe esse controle. Atualizaremos o post assim que tivermos um retorno.

Voltando às barrinhas, cada uma tem em torno de 2 - 3g fibras, o que é uma quantia considerável. De acordo com a nova legislação da Anvisa, um alimento é rico em fibras se contém 5g na porção ou 6g em 100g de prato preparado. Para ser fonte de fibras, o alimento deve conter, pelo menos, 2,5g de fibra na porção ou 3g a cada 100g. Assim sendo, podemos considerar (de acordo com tabela nutricional do website da empresa Hart's) que as barrinhas Coconut e Maçã e Amêndoas são ricas em fibra e Vita Sete e Super Mix se enquadram na categoria fonte de fibras.

Se a gente for comparar com a quantidade de fibras das barras Nutry, TRIO e Ritter, não precisamos de argumento algum para dizer que a Hart's dá de goleada! Tipo os 7x1 da Alemanha no Brasil. O gosto não é artificial (muito antes pelo contrário) e o tempo para mastigar/comer uma barrinha inteira já nos demonstra o quanto ela é realmente diferente das demais. Tem tudo para nos manter saciados por mais tempo. Na contramão temos, obviamente, o preço. Enquanto as barrinhas ruins são vendidas a R$3 por uma caixinha de 3 unidades, cada barra da Hart's custa aproximadamente esse valor. E quanto custa uma tortinha de limão na padaria mais próxima de você?

Todas as barras se caracterizam também por ter um considerável teor de lipídios, mas ao analisar a tabela percebe-se que esse teor se deve ao uso das oleaginosas (gorduras boas, yay!).

Well, que mais posso dizer? Por um mundo com mais Hart's...


Hart's, uma LEGÍTIMA barrinha de cereal!

Espero que tenham gostado! No próximo post, analisaremos as barras de fruta passa da Hart's. Barra LOVE. Será que são tão LOVE quanto prometem?

Beijos

Dé & Gi

terça-feira, 10 de março de 2015

Bolo de Coco // Desbananando Receitas

Bolo mais de coco do que este impossível! Quase todos os ingredientes deste bolo são feitos do coco mesmo, e é óbvio que isso confere um sabor incrível à receita! Olha só como é fácil:




Ingredientes:
4 ovos
1 xíc. de farinha de coco
3 col. sopa de coco ralado (sem açúcar)
1/2 xíc. de leite de coco
2 col. sopa de óleo de coco
3/4 de xíc. de açúcar mascavo
1 col. sobremesa de fermento


Modo de Preparo:

1. Pré aqueça o forno a 180º
2. Bata as claras em neve e reserve
3. Bata as gemas com o açúcar, adicione o óleo de coco e bata mais um pouco.
4. Desligue a batedeira e junte o leite de coco, a farinha de coco e o coco ralado.
5. Acrescente o fermento
6. Por último, junte as claras em neve com o restante.
7. Leve ao forno pré-aquecido e deixe em torno de 30min ou até o palito sair sequinho.
8. Bon appétit!!

Olha só como que fica ele cortado, com os pedacinhos de coco - Nhuuumy:

Também da pra testar passar algumas manteigas vegetais nele - manteiga de amendoim, manteiga de amêndoas.. e por aí vai!



Espero que vocês testem em casa!
Depois nos contem!!

Abraços carinhosos,
Gi e Dé!

quinta-feira, 5 de março de 2015

Confraria do Crepe // Desbananando Restaurantes

Na tentativa de melhor conhecer e mostrar boas opções de locais para jantar/lanchar aos leitores, o Desbananando visitou a Confraria do Crepe, em São Leopoldo. Direto da França para o Brasil!


A Confraria do Crepe inaugurou em julho de 2014 e desde então tem feito um sucesso enorme entre os leopoldenses. A ideia veio da França, onde o crepe é uma opção saborosa de lanche rápido. 

Fomos muito bem recebidas pelas proprietários da casa, a também nutricionista, Luciana Costas e o seu marido César da Silva. Os dois tocam o negócio juntos.  Luciana nos contou que teve que adaptar o produto às preferências locais. Os franceses comem o crepe em uma espécie de cone de papel, sem muita cerimônia. Aqui no sul, o crepe precisava ter mais recheio (afinal tudo aqui é bagual) e não demorou muito para os gaúchos começarem a solicitar que os crepes fossem servidos em pratos.

O grande diferencial da Confraria é oferecer a opção de massa integral, além de zelar muito pela qualidade dos produtos que utilizam na preparação (a gente sabe que Nutella é Nutella, que cream cheese algum chega aos pés do Philadelphia, que chocolate hidrogenado não dá pra comer, etc). Outra coisa que chama a atenção é como o local segue à risca as normais de higiene alimentar. Todos de touquinha na cozinha, alimentos devidamente porcionados e bem acondicionados. 

Se esses fatores fazem brilhar os olhos das nutris aqui, o sabor dos crepes fazem brilhar os olhos de qualquer um. O Desbananando teve a oportunidade de entrar na cozinha da Confraria para conferir como os crepes são feitos, e gente, é muito recheio mesmo!


Dá uma conferida nesse crepe de Carne seca, Tomate Seco, Queijo Mussarela, Catupiry e Orégano que foi nossa primeira escolha.

O outro crepe foi Frango, Mussarela, Bacon, Cream Cheese e Azeitonas. Nem de longe parece uma opção de nutricionista né? Pra não deixar a consciência muito pesada, uma massinha integral. E que delícia essa massinha. Luciana teve que adaptar a receita, tirou o leite e acrescentou farinha integral, farelo de aveia e farinha de centeio. Bem integral mesmo!!! E um sabor, hmmmm.




Olha os dois prontinhos! A preparação não leva 5min, sério! Super rápido!

Carne seca, Tomate Seco, Queijo Mussarela, Catupiry e Orégano com Massa Tradicional
Frango, Mussarela, Bacon, Cream Cheese e Azeitonas com Massa Integral

O local oferece diversas opções de sucos (polpa de fruta). Provamos o de Clorofila e o de Abacaxi com Morango. Opções não faltam, tem caju, acerola com laranja, manga, goiaba, graviola, maracujá, etc.

O crepe vem tão recheado que só o crepe salgado já matou minha fome, mas ai a gula foi grande e a gente ainda pediu dois crepes doces (minha sugestão é que se forem jantar de casal, peçam um doce para dividir). Olha que coisa mais linda: 

Morango com Nutella em Massa Integral

Chocolate Branco e Preto, Banana, Castanha, Queijo Mussarela e cobertura de Leite Condensado em Massa Tradicional
Não preciso nem dizer que tava delicioso demais né?

A Confraria abre de segunda à sábado, das 9h30 - 22h30 (nos sábados das 19h30 - 23h). Dá pra comer um crepe no meio da tarde - se sua dieta e estilo de vida permitem ;) Os crepes variam de R$ 8,50 - R$ 16,00 salgados e R$ 7,50 - R$ 15,00 os doces. Além disso, durante o dia a casa oferece açaí, café, salgados. 

Pra quem procura um lanche rápido e saudável (é só saber escolher o sabor certo), a Confraria é uma ótima opção! Muito melhor do que sair para comer pastel, xís, cachorro-quente, etc. O Desbananando sugere sempre pedir a massinha integral, mais fibra para a sua refeição. A casa oferece 26 opções salgadas e 23 doces. Certamente, se você está cuidando da dieta, vai encontrar um sabor que se encaixe nas suas necessidades. 

Este não é um publieditorial. A opinião aqui é sincera e não comercial. 

Beijos a todos

Dé e Gi :)



Pra quem quiser saber mais:

Confraria do Crepe
Av. Imperatriz Leopoldina 1291, São Leopoldo (ao lado do Detran)
Facebook: https://www.facebook.com/pages/Confraria-Do-Crepe/1424233961187992
Telefone: 51 30918324