segunda-feira, 2 de fevereiro de 2015

Gel de Carboidrato Honey Stinger // Desbananando Rótulos

Quando se fala de géis de carboidrato, existem géis e géis.. O Desbananando provou o novo Honey Stinger Energy Gel e conta agora pra vocês os detalhes desse produto!


Todo atleta de endurance uma hora ou outra vai se render aos géis de carboidrato. O uso é inevitável, principalmente para que possa ser possível manter a performance em treinos e provas longas. O gel também se mostra muito importante para aquelas pessoas que tem uma rotina muito corrida e que não conseguem sentar para fazer uma boa refeição pré-treino. Dessa forma, trocam de roupa, tomam um gel e #partiutreino. 



No entanto, a vida não é só flores. Adaptar-se ao gel de carboidrato pode ser uma tarefa muito mais complicada do que parece. Tem gente que não pode nem ouvir falar em gel. E com razão, algumas marcas tem sabores bem desagradáveis. Muitos reclamam que é doce demais, que "não desce". Outros tantos apresentam problemas gastrintestinais pela alta osmolalidade do produto. Acostumar-se com a textura e o sabor desses produtos é, dessa forma, um grande desafio para os atletas. 

Infelizmente no Brasil não temos a liberação da Anvisa para que algumas marcas (gostosas) entrem no país. Então quando aparece algo novo, a gente dá pulos de alegria! Essa foi minha reação quando vi o gel da Stinger na loja Sítio da Bike, em Lomba Grande, onde eu e meus colegas triatletas temos o prazer de treinar. Tive que provar right away!

Começando com os ingredientes: o Stinger Energy Gel tem uma matéria-prima selecionada com um certo padrão de qualidade. E a Stinger se orgulha muito de utilizar somente produtos orgânicos na elaboração do gel. Além disso, enquanto a maioria dos géis possui maltodextrina, dextrose e waxy maize como fontes de carboidrato, no Stinger temos xarope de tapioca e mel. Isso mesmo! 



O xarope de tapioca é produzido a partir da fécula, farinha ou da própria raiz de mandioca por meio de um processo chamado hidrólise ácida ou enzimática. É uma forma de obter um carboidrato que não seja o do milho (mais comumente utilizado pela indústria). 

Um sachê de 32g apresenta 24g de carboidrato, sendo que 13g são oriundas de açúcar, e 100 kcal (independente do sabor - Açaí Pomegranate, Fruit Smoothie e Vanilla). Há ainda 50mg de sódio e 50mg de potássio. Aliás doeu ler "citrato de potáCio" na tradução do rótulo. Outch! Palmas para a indústria que resolveu não cair na tentação de adicionar antioxidantes e proteína (num próximo post eu explico porque eles não são necessários). 

O sabor é realmente diferenciado. A sensação é de estar consumindo mel puro. Sua textura é um pouco mais líquida que os géis importados, mas ainda assim mais consistente (e não teria como ser diferente) do que a consistência do Carb Up (Próbiótica). Entre o Vannila e Açaí é difícil escolher o melhor. Realmente muito bons! Mas cautela, você tem que gostar muuuito de mel. Se não curte, não vai curtir o gel. 

Resumindo, gel super aprovado! Pra mim, não bateu o campeão da categoria (GU Energy Gel) mas é uma ótima nova opção que os atletas tem à sua disposição! Por enquanto vi à vendo somente no Sítio da Bike (custando cerca de R$7,50), mas acredito que as lojas de suplemento devem estar adquirindo, se já não adquiriram.

Beijos a todos e um ótimo 2015!
Dé e Gi



O Sítio da Bike fica na Estrada do Quilombo, 2460 - Lomba Grande. Informações em www.facebook.com/sitiodabike


Referências:
JOHNSON, Regy. et al. Comparative production of glucose and high fructose syrup from cassava and sweet potato roots by direct conversion techniques. Innovative food science & emerging technologies. Kerala, v. 10, n. 4, p.616-620. 01 out. 2009.

SILVA, Roberto do Nascimento et al. Produção de xaropes de glicose e de fructose a partir de amido de mandioca (Manihot esculenta Crantz) usando enzimas produzidas por microorganismos isolados do solo de Cerrado Brasileiro. Ciênc. Tecnol. Aliment., Campinas, v. 30, n. 1, Mar. 2010 .   

Nenhum comentário:

Postar um comentário