sábado, 28 de junho de 2014

Uma estratégia de Nutrição seria um dos motivos pelo Brasil já estar nas quartas de final?

Para quem não sabe a seleção Brasileira está com uma vantagem diante das demais.

A seleção acertou em cheio, buscou uma comissão técnica com conhecimento científico para obter melhores resultados em campo. E o segredo esta todo na HIDRATAÇÃO, isso mesmo! Seria isso um dos fatores que a trouxe até aqui?


O futebol é, em particular, um esporte de difícil controle da hidratação, uma vez que apresenta poucas oportunidades para a reposição hídrica. A não ser pelo intervalo de quinze minutos entre os tempos da partida, só resta algumas paradas técnicas que por ventura surgem. É por esse motivo que não somente a hidratação durante o treino é importante, mas também a hidratação pré-treino (iniciar a partida bem hidratado) e atentar para minimizar a desidratação acumulada, a qual pode resultar do acúmulo de treinos ou partidas seguidas (como na Copa do Mundo).

E como foi feita a estratégia da seleção Brasileira?

Em esportes coletivos não é raro de se ver as mesmas prescrições para todos os jogadores, às vezes, até mesmo de macronutrientes. Cada um dos nossos 23 jogadores foram estudados este ano para definir exatamente quanto de líquido e eletrólitos cada um perde por partida. E não para por aí, o Brasil, sede da Copa, como um país grande e de diversos climas também exige uma estratégia para cada região em que será jogada a partida.

A equipe passou por testes, dentre eles: pesagem pré e pós treino/jogo para verificar perda de líquidos e a utilização de uma gaze colada ao corpo, a fim de absorver o suor para posterior análise de minerais perdidos.

Os resultados foram surpreendentes! As variações de peso mostraram que alguns atletas perdem 0,3L de líquidos (ou seja, pouco suam) e outros tem perdas de 1,3L, mostrando uma diferença de quase cinco vezes maior ou menor entre um jogador e outro. Já a perda de minerais foi ainda mais assustadora, a diferença chegou a 300% entre os atletas.

Não tem jeito mesmo, a seleção que tiver a melhor estratégia de hidratação estará em grande vantagem, podendo se igualar ou ser superior àquelas com melhor técnica.

Já em oitavas de final, você já deve ter percebido as notícias:
“Itália sofre com o calor”
“Copa 2014: Jogadores ingleses sofrem com o forte calor e recorrem até a borrifadores de água
“Croatas sofrem com o calor de Salvador”
“Italianos sofrem com o calor de Manaus e citam alucinações”

E por que a hidratação é tão importante? Que prejuízos trazem a desidratação?

A desidratação diminui a capacidade do corpo de redistribuir o sangue para a periferia, diminui a sensibilidade hipotalâmica para a sudorese e diminui a capacidade aeróbica para um dado débito cardíaco.

No início do exercício há uma diminuição do volume plasmático, que é diretamente influenciado pela intensidade do exercício. Durante o exercício a redução progressiva do volume plasmático pode ser compensada pela ingestão de líquidos. Ou seja, quanto maior a reposição de líquidos, menor a variação do volume plasmático. E, ainda, a redução pode ser prevenida se a ingestão de líquidos for igual às taxas de perda de líquidos. 
Rá, lembra do que falamos acima?

As taxas de desidratação, mesmo que pequenas (1%), também estão relacionadas com o aumento do esforço cardiovascular. Na desidratação há um aumento desproporcional da frequência cardíaca (FC) e o corpo também diminui sua capacidade de transferir o calor transformado a partir da contração muscular para a superfície da pele (onde poderia ser dissipado para o ambiente).

A boa notícia é que o Débito Cardíaco (DB) e o volume de ejeção não diminuem com uma ingestão adequada de líquidos. Logo, a ingestão de líquidos durante o exercício pode atenuar o desenvolvimento da hipertermia através da manutenção do fluxo sanguíneo para a pele (9).

Em consultório percebo que os pacientes dão pouca importância para hidratação, por não saberem de sua importância. Na maioria das vezes se hidratam durante o exercício, mas esquecem de que já deveriam chegar ao treino hidratado. E, agora, vão prestar mais atenção?

Enquanto isto, o Desbananando segue na torcida pelo Brasil!


Abraços a todos,
Gi e Dé!
______________________________________________________________
FC = número de batimentos por minuto.
Vol. Ej = Quantidade de sangue (volume) bombeado a cada contração
DC = FC X VS = é o volume total de sangue bombeado pelo ventrículo esquerdo por minuto, ou simplesmente o produto entre a frequência cardíaca e o volume de ejeção.


Nenhum comentário:

Postar um comentário