sexta-feira, 13 de junho de 2014

A alimentação no país ibérico // Curiosidades

Tá indo viajar para a Espanha em breve ou simplesmente quer aprender um pouquinho mais sobre a cultura do país? E tem alguma coisa que caracteriza melhor uma determinada população do que a sua alimentação?


Nutricionalmente falando, a alimentação dos espanhóis é de dar inveja. Com origens na dieta mediterrânea, o dia-a-dia envolve muitos frutos do mar, frutas, legumes, especiarias e muito azeite de oliva. E que azeite de oliva! O sabor é simplesmente divino e as pessoas tem o costume de usá-lo para todos os tipos de preparações, inclusive em frituras. 
A culinária da Espanha é uma das mais diversificadas de todo o mundo. Cada região do país possui suas próprias especialidades, e mesmo os pratos mais típicos possuem variações de acordo com a região em que são feitos.
Recentemente estive em Madri e pude provar alguns dos pratos típicos. O primeiro prato a quem fui apresentada foi o Gazpacho, uma sopinha gelada que ganhou meu coração. Que delícia! Ela leva tomate (muito tomate, cerca de 4-5kg), pepino, pimentão, cebola, alho e pasmem, melancia. Deve ser ela quem dá aquela refrescância toda. E que bomba de nutrientes hein?! 
Gazpacho Andaluz
Também provei o típico prato espanhol Tortilla de Patata, que é um omelete de batatas, preparado com, adivinha, muito azeite de oliva. Já fiz aqui em casa e ficou muito bom. Prometo fazer um post explicando como preparar!
Ainda em Madri, ainda tive a oportunidade de comer uma legítima Paella, com caldo de peixe feito em casa, arroz, azeite de oliva, açafrão (que aqui no Brasil é caríssimo), lula e camarão. O pessoal usa aquelas "paelleras", que são como frigideiras gigantes, e faz na churrasqueira para que o calor seja forte o suficiente e uniforme, já que a panela é grande. Outro prato muito comum nos restaurantes da Plaza Mayor é os Pimientos de Padrón, que são pimentões verdes cozidos com sal, pimenta e azeite de oliva. Um ótimo petisco. Os espanhóis brincam "Uns pican otros no, pero los que pican, pican."
Pimientos de Padrón, Naturbier (Madri, Espanha)
Em Pontevedra, local do mundial, eu precisava de muito carboidrato. Eu e o Talles Medeiros (melhor brasileiro no mundial: 4º na categoria dele) descobrimos um restaurante italiano e fizemos TODAS as nossas refeições ali. Logo no primeiro dia já experimentei o que a região da Galícia tem de melhor: os frutos do mar. Olha que massa linda! Com lagostine, camarão, marisco, ostra e lula.
Massa com frutos do mar, Il Piccolo Ristorante (Pontevedra, Espanha)
Já em Barcelona, depois da competição, foi hora de se jogar dentro de um balde de Sangria. 500ml de pura alegria! Junto com ela, as tradicionais e saborosas Tapas! Heaven!
Tapas de Bacalhau, Creme de Siri no Pimentão e Salmão com Enguias e Ovas de Caviar,
 Txapela (Barcelona, Espanha)
Sangria, Txapela (Barcelona, Espanha)
Também na cidade catalã, provei as Patatas Bravas. Um prato de batatas com um molho apimentado. Amei! 
Patatas Bravas, Xamfrà Gaudí (Barcelona, Espanha)
Nos mercados públicos das cidades por onde passei uma variedade gigantesca de frutas, jamón (presunto ibérico), frutos do mar grelhados, doces, frutas oleaginosas. No La Boqueria, mercado de Barcelona, uma variedade imensa de coisinhas gostosas. Tomei um suco natural de morango com coco e comprei temperos e alguns docinhos. 
La Boqueria (Barcelona, Espanha)
De volta a Madri conheci o Mercado de San Miguel e enquanto tomava uma cervejinha gelada, experimentava um delicioso Patitas de Calamar, pernas de lula com pimenta, sal e limão. Yummy!
Patitas de Calamar, Mercado de San Miguel (Madri, Espanha)
 Mercado de San Miguel (Madri, Espanha)
No super tudo muuuuito barato comparado ao Brasil. Um chocolate Lindt 70% Cacau, que aqui custa em torno de 16 reais, lá custa 2 euros. Uma Freixenet? 4,50. Vinhos? Os bons custam em média €3. Em todos os parques das grandes cidades, existem tendinhas que vendem tudo que é tipo de fruta oleaginosa. Amêndoas, avelã, pistache, nozes, macadâmia, em simples saquinhos plásticos (me lembrou saquinho de sacolé) são encontradas por €1,50. 
Nas padarias e cafés, uma infinidades de coisas maravilhosas. Nos restaurantes, o Menu del día é geralmente a melhor opção. Você escolhe o primeiro prato, segundo prato, a sobremesa e a bebida (muitos ainda incluem café). Tudo isso por aproximadamente 10 euros. É, difícil é voltar pro Brasil e gastar R$20 - R$25 pra comer numa praça de alimentação de shopping.

Beijos, 

Dé e Gi


Nenhum comentário:

Postar um comentário